Pesquisar este blog

Carregando...

REFORMA PROTESTANTE: resumo e 67 questões com gabarito

REFORMA PROTESTANTE

RESUMO

1. Introdução:
. Conceituação e contextualização: As reformas religiosas ocorreram no século XVI na Europa e têm certa diversidade. Trata-se de um grande movimento, múltiplo, de contestação da velha religião católica em sua forma medieval. Este movimento adequou a religião aos novos tempos, à nova sociedade que emergia nos tempos modernos com a marcada presença da burguesia. O velho catolicismo feudal, do dízimo obrigatório, das missas em latim, da condenação da usura e do grande lucro não davam mais conta dos interesses e modo de vida dessa classe ascendente, a burguesia, e de toda nova vida material existente na Europa Ocidental.


2. A reforma protestante:
. Críticas à Igreja: A primeira reforma e a detonante de todas as outras, a reforma luterana, parte de uma crítica interna na Igreja. As críticas de Martim Lutero se dirigiam à corrupção do clero, ao enriquecimento da Igreja, à venda de indulgências – uma forma de perdão religioso – e de outros artigos religiosos diversos, inclusive terrenos no céu. Criticava-se também a condenação feita pela Igreja aos juros, ao lucro e a outras práticas dos comerciantes e burgueses em geral.

. O Luteranismo: Lutero, um monge alemão da Igreja, faz essa série de críticas a esta em 1517, tornando-se logo um inimigo dela até ser excomungado. Ele defendia que a Bíblia fosse traduzida nas línguas nacionais e não fosse só em latim como era até então, defendia a salvação pela fé e condenava o excesso dos ritos católicos. Consegue uma legião de seguidores na Alemanha, dentre camponeses, comerciantes e príncipes. Os camponeses alemães interpretam os ensinamentos luteranos como palavras de libertação contra a opressão senhorial e fazem uma revolta. São massacrados pelos príncipes alemães com o apoio de Lutero.

. Calvinismo: Calvino é um suíço seguidor de Lutero, ele reformula as palavras deste, dando origem a outra seita protestante – em seguida, surgirão várias destas. Cria a teoria da predestinação, onde o homem já nasce com um destino certo após a morte escolhido por Deus, é certo já se ele irá para o inferno ou o paraíso.

. Expansão e guerras: O protestantismo rapidamente se expandiu a partir da Alemanha e da Suíça, passando a ser a religião dominante do Norte da Europa. Essa expansão levou a várias guerras entre católicos e protestantes entre os países europeus e também dentro desses países.

3. A Reforma Anglicana:
. Uma religião nacional: O rei da Inglaterra nunca teve muito poder em seu país devido à força da nobreza representada no parlamento, existente desde a Idade Média. Henrique VIII, rei inglês, resolve nacionalizar em nome da Coroa todas as propriedades da Igreja católica no país, sendo apoiado pelo Parlamento. Vários sacerdotes católicos foram mortos e a Igreja Católica passa a ser Igreja Anglicana em 1534, onde o rei era o chefe supremo da mesma. A Coroa fica com as enormes propriedades rurais católicas em seu país, vendendo e alugando essas terras. Isso leva a um grande incremento do poder real no país.

4. A Reforma Católica ou Contra-Reforma:
. Planejamento do contra-ataque: A Igreja Católica não ficou parada ao ver seu poder sendo atacado. Convocou o Concílio de Trento (1545-1563) que reformulou a Igreja Católica, preparando o contra-ataque ao protestantismo. Várias são as mudanças e medidas desse Concílio.

. Fatores da Contra-Reforma: A própria Igreja Católica se reformou, adequando-se aos novos tempos e à nova sociedade européia. Muitas das críticas luteranas feitas à Igreja foram admitidas pela hierarquia católica e decisões foram tomadas a respeito. Criticava-se que muitos padres não estavam preparados para exercer a função e só viravam padres as pessoas com maior projeção social. Foram criados então os seminários, onde os padres iriam ser preparados para exercer a função. Foi instalado nos países majoritariamente católicos – Portugal, Espanha, Itália, França e outros – o Tribunal do Santo Ofício, a Inquisição, que perseguia os hereges, os judeus, protestantes e outros, condenando-os a punições diversas. Foi criado o Índice, lista de livros proibidos que deveriam ser queimados nos países católicos. Foi criada a Ordem dos Jesuítas que tinha o objetivo de propagar a fé católica pelo mundo. Estes foram muito importantes na América portuguesa e espanhola, sendo donos de fazendas, usavam largamente o trabalho compulsório indígena em missões e fazendas e tinham a função de educar os filhos da elite colonial. A dureza das decisões do Concílio levou judeus estabelecidos em Portugal e Espanha a fugirem para países com religião livre como os Países Baixos ou a virar cristãos novos nesses países.


REFORMA PROTESTANTE
QUESTÕES

(UNIR/RO) - Fundação Universidade Federal de Rondônia -
Questão 1:
Em 31 de outubro de 1517, Lutero afixou suas 95 teses na porta da Igreja de Wittenberg, marcando o início da Reforma Protestante. Abaixo são apresentadas as teses 05, 27 e 28.
05. O papa não quer nem pode dispensar de quaisquer penas senão daquelas que impôs por decisão própria ou dos cânones.
27. Pregam doutrina mundana os que dizem que, tão logo tilintar a moeda lançada na caixa, a alma sairá voando [do purgatório para o céu].
28. Certo é que, ao tilintar a moeda na caixa, pode aumentar o lucro e a cobiça; a intercessão da Igreja, porém, depende apenas da vontade de Deus.
(Disponível em http://www.espacoacademico.com.br/034/34tc_lutero.htm. Acesso em 23/10/2009.)
Tomando por base o texto acima, pode-se afirmar que a crítica que Lutero faz à Igreja Católica está direcionada à
A - prática da simonia.
B - intervenção do papa nos assuntos do Sacro Império.
C - proibição da tradução da Bíblia para o alemão.
D - venda de indulgências.
E - adoção pelo papa do nicolaísmo.

(IFG/GO) - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás -
Questão 2:
Sobre a Reforma Protestante e a Contrarreforma, ocorridas na Era Moderna, assinale a alternativa incorreta.
A - A Contrarreforma reanimou a fé católica e a conciliou com as práticas comerciais e a agiotagem desenvolvidas pela classe burguesa, valorizando a acumulação de bens.
B - A instrumentalização política da Reforma Protestante e a Contrarreforma Católica concorreram decisivamente para as guerras religiosas dos séculos XVI e XVII.
C - A crise moral vivida pela Igreja Católica e os interesses políticos dos príncipes alemães foram fatores que concorreram para a Reforma Protestante.
D - Os conflitos religiosos na Europa e o expansionismo colonialista concorreram para a expansão do cristianismo em termos mundiais.
E - O calvinismo refletiu a convergência entre sociedade comercial ascendente e fé cristã.

(UNIT/SE) - Universidade Tiradentes -
Questão 3:
Leia o documento histórico, escrito na Europa, no século XVI.
Havendo Jesus Cristo concedido à Igreja o poder de conceder indulgência, e tendo a Igreja usado essa faculdade que Deus lhe concedeu [...], ensina e ordena o sacrossanto Concílio que o uso das indulgências [...] deve conservar-se pela Igreja. Não obstante, deseja que se proceda com moderação na sua concessão [...] a fim de que, pela facilidade de concedê-las, não decaia a disciplina eclesiástica. E ansiando para que se emendem e corrijam os abusos que se introduziram nelas, motivo que leva os hereges a blasfemarem contra elas; estabelece em geral, pelo presente decreto, que se exterminem de forma absoluta todos os lucros ilícitos que se cobram dos fiéis para que as consigam; pois disto se originaram muitos abusos no povo cristão. E não podendo proibir-se fácil e individualmente os demais abusos que se originaram da superstição, ignorância, irreverência, ou de outra causa qualquer, pelas muitas corruptelas dos lugares e províncias em que se cometem; manda a todos os bispos, e os faça presentes no primeiro concílio provincial, para que, conhecidos e qualificados pelos outros bispos, sejam imediatamente delatados ao sumo pontífice romano, por cuja autoridade e prudência se estabelecerá o que for conveniente para a Igreja universal; e deste modo se possa repartir a todos os fiéis, piedosa, santa e integralmente o tesouro das santas indulgências.
(Sessão XXV do Concílio de Trento. In: Adhemar Marques, Flávio Berutti e Ricardo Faria. História Moderna através de textos. São Paulo: Contexto, 1997)
Com base no conhecimento e no documento, pode-se afirmar que
A - a Igreja católica decidiu manter a venda das indulgências, ainda que essa prática tenha sido criticada duramente, sobretudo, pelos luteranos.
B - os líderes protestantes decidiram, em congresso de cúpula, aprovar a concessão de indulgências como faziam os bispos e padres católicos.
C - a cúpula da Igreja cristã anunciou o fim da venda das indulgências e a punição dos padres que cobrassem um valor para a salvação.
D - a Igreja Luterana concordou com o "comércio" de indulgência, mas recomendou às autoridades a punição para os que cometessem abusos.
E - a venda das indulgências, após ter o aval oficial do Sumo Pontífice, passou a ser praticada pelos membros das religiões protestantes.

(UFAL) - Universidade Federal de Alagoas -
Questão 4:
Com a fragmentação do feudalismo, a Europa passou por transformações importantes nos seus hábitos e organização social. Na Inglaterra, houve lutas políticas e rompimento com a Igreja Católica. Era o anúncio de mudanças nas relações de poder. Na época do rei Henrique VIII, houve:
A - a fundação da Igreja Anglicana, inspirada nos ensinamentos dos sacerdotes que defendiam o fim do celibato e do batismo.
B - o fim da interferência da Igreja Católica no governo inglês, com a centralização maior da administração nas mãos do monarca.
C - a queda do poder da nobreza e mudanças na economia, com adoção, para o comércio, das soluções dos economistas clássicos.
D - as viagens marítimas para a América, a expansão militar da Inglaterra e uma descentralização administrativa.
E - o fim do sistema parlamentarista e a adoção do mercantilismo, condenando a escravidão e o livre comércio.

(UECE) - Universidade Estadual do Ceará -
Questão 5:
As ideias reformistas de Martinho Lutero foram divulgadas na Europa e reformuladas por alguns de seus seguidores, por exemplo, João Calvino (1509-1564), que propôs novos princípios, ampliando a doutrina luterana. Sobre Calvinismo, assinale a alternativa correta:
A - A doutrina calvinista começou com a tradução da Bíblia para o alemão, em linguagem simples e clara, resumindo tudo aquilo em que um cristão deve acreditar, e tudo aquilo que ele deve praticar e viver .
B - As ideias calvinistas refutavam as propostas defendidas por Lutero e lutaram contra a implantação do Luteranismo.
C - O Calvinismo defendeu a livre interpretação da bíblia, a negação ao culto dos santos e da Virgem, a autoridade do papa e a justificativa das atividades econômicas ate então condenadas pela Igreja.
D - As ideias de Calvino complementaram as de Lutero, e ambas unidas implantaram o Luteranismo na Alemanha.

(ACAFE/SC) - Associação Catarinense das Fundações Educacionais -
Questão 6:
– O início da Idade Moderna europeia foi marcado por diversas transformações e eventos no campo econômico, político, cultural e religioso. Dentre esses movimentos pode-se citar a Reforma Protestante, que levou à divisão da cristandade ocidental.
Sobre o movimento reformista religioso é correto afirmar, exceto:
A - A prosperidade econômica foi interpretada pelos seguidores de Calvino como um sinal da salvação predestinada.
B - A simonia foi a principal causa da Reforma Anglicana, com a aprovação do Ato de Supremacia.
C - Martinho Lutero, monge agostiniano, condenou as indulgências e acabou sendo excomungado da Igreja Católica pelo papa. Em sua doutrina, ele não exigia o celibato entre os pregadores.
D - A usura era condenada pela Igreja Católica, já o protestantismo apresentava uma nova ética econômica, mais adequada ao espírito capitalista.

(PUC-PR) - Pontifícia Universidade Católica do Paraná -
Questão 7:
O minúsculo micróbio Rickettsia prowazekii é responsável por uma das doenças infecciosas mais arrasadoras que o mundo já viu: o tifo endêmico. Essa doença é frequente entre tropas acampadas e, nesse caso, é chamada “febre de guerra”. Durante a Guerra dos Trinta Anos (1618-1648), na Europa, o tifo, a peste e a fome atingiram cerca de 10 milhões de pessoas.
Sobre essa guerra do século XVII, considere as afirmativas que se seguem:
I. A Guerra dos Trinta Anos terminou com a paz de Vestfália em 1648, ocasião em que a Espanha reconheceu oficialmente a independência da Holanda.
II. A política defendida pelo cardeal Richelieu, primeiro-ministro de Luís XIII, garantiu que a França apoiasse a Espanha católica contra os protestantes nessa guerra no Santo Império Romano Germânico.
III. A participação da França na Guerra dos Trinta Anos fortaleceu o poderio francês no continente europeu no século XVII.
A - Estão corretas somente as alternativas I e III.
B - Somente a alternativa I está incorreta.
C - Somente a alternativa III está correta.
D - Todas as alternativas estão incorretas.
E - Todas as alternativas estão corretas

(FMJ/SP) - Faculdade de Medicina de Jundiaí -
Questão 8:
No início do século XV, era crescente a insatisfação dos fiéis com a Igreja Católica na Europa, em função do comportamento dos sacerdotes e de determinadas medidas em que era flagrante o desrespeito às bases da doutrina cristã. Em consequência disso, o monge Martinho Lutero inicia um movimento conhecido como Reforma Protestante por meio da qual critica
A - a excessiva preocupação dos altos dignitários da Igreja Católica com questões relacionadas ao poder e aos bens materiais.
B - as ordens mendicantes, notadamente a dos franciscanos, por seu despojamento e valorização da natureza ao invés da alma.
C - o pensamento de Santo Agostinho, considerado excessivamente rígido nas questões morais e comportamentais dos fiéis.
D - a estrutura da Igreja Católica, que não possuía níveis hierárquicos suficientes para manter o controle sobre os cristãos.
E - a imposição dos votos de castidade, obediência e pobreza a todos aqueles que quisessem se tornar sacerdotes católicos.

(UFV/MG) - Universidade Federal de Viçosa -
Questão 9:
Assinale a alternativa que apresenta INCORRETAMENTE uma das características da Contrarreforma:
A - Estabelecimento de tribunais inquisitoriais para julgamento de práticas religiosas consideradas heréticas.
B - Criação de ordens religiosas no século XVI, que atuaram em missões católicas na Europa e fora do continente europeu.
C - Confirmação do papel da arte religiosa como instrumento utilizado no ensino das doutrinas católicas e no estímulo à devoção.
D - Reformulação da teologia com base na doutrina da salvação pela fé e no pensamento de Santo Agostinho.

(UNIMONTES/MG) - Universidade Estadual de Montes Claros -
Questão 10:
Acerca da chamada Contrarreforma da Igreja Católica no século XVI, é INCORRETO afirmar que
A - o Concílio de Trento afirmou a dupla origem das crenças da Igreja Católica, fundamentadas em sua interpretação das Escrituras e nas suas próprias tradições.
B - a Companhia de Jesus, fundada em moldes semelhantes aos militares, foi uma das estratégias de expansão da fé católica na Ásia e América.
C - o Concílio de Trento decidiu por uma renovação administrativa, descentralizando o poder eclesiástico com o objetivo de enfrentar a expansão protestante.
D - a Igreja tomou medidas de caráter “repressivo” em relação às chamadas heresias como a reativação do Tribunal de Inquisição e o estabelecimento do Índex, lista de livros proibidos.

(UEA/AM) Universidade do Estado do Amazonas -
Questão 11:
A Igreja católica foi, em muitos aspectos, herdeira das tradições culturais do antigo Império Romano. Mas, na Igreja do século XVI, durante as Reformas Religiosas, surgiram novas instituições como
A - o Conselho dos Bispos e o Papado.
B - o Seminário e a Companhia de Jesus.
C - os Mosteiros e as Ordens Mendicantes.
D - a Opus Dei e a Inquisição.
E - o Conselho dos Leigos e a Ordem dos Templários.

(UNIR/RO) - Fundação Universidade Federal de Rondônia -
Questão 12:
A respeito do período renascentista, analise as afirmativas.
I - A partir da cultura e do conhecimento greco-romano, os renascentistas colocavam o homem como a figura central no desenvolvimento da arte e da ciência.
II - O Renascimento afetou diretamente o poder da Igreja Católica a partir da defesa da liberdade do homem, mas a Igreja reprimiu suas expressões pela Europa especialmente por meio da Santa Inquisição e do Index.
III - O pensamento renascentista colocou o homem em segundo plano e revalorizou a relação com o divino a partir da retomada do conhecimento greco-romano.
IV - O Renascimento significou um retorno ao estudo do pensamento da antiguidade clássica e uma ruptura com o mundo medieval a ponto de não haver coexistência entre, por exemplo, os deuses e deusas clássicos e os santos medievais da arte italiana.
Estão corretas as afirmativas
A - II e IV, apenas.
B - I e II, apenas.
C - III e IV, apenas.
D - I, II e III, apenas.
E - I, III e IV, apenas.

(UFGD/MS) Universidade Federal da Grande Dourados -
Questão 13:
Ao longo da história do ocidente, o cristianismo desempenhou papel fundamental na explicação dos processos históricos. No entanto, na história do cristianismo, é possível encontrar doutrinas ou linhas de pensamento contrárias aos dogmas oficiais. Por conta disso, os dissidentes fundaram novas igrejas de acordo com suas convicções religiosas. Com relação aos processos de criação de novas igrejas cristãs, assinale a alternativa correta.
A - O difícil relacionamento entre a igreja romana e a bizantina culminou, em 1054, no Cisma do Oriente, quando o patriarca de Constantinopla rejeitou a supremacia da Sé Romana.
B - O Grande Cisma do Ocidente foi uma ruptura que ocorreu no cristianismo entre 1378 e 1414, motivada por questões políticas entre Avignon e Roma. Esse cisma é o que explica a existência na atualidade de padres e pastores como ministros religiosos.
C - No século XVI, as críticas à instituição clerical tornaram-se bastante intensas. Partidários da teologia tomista, os reformadores protestantes se contrapuseram à doutrina católica do sacerdócio universal e da predestinação.
D - Embora Martinho Lutero, ex-monge agostiniano, negasse os princípios da salvação pela fé e da livre interpretação da Bílbia, defendidos pela Igreja Católica, o reformador manteve, na Confissão de Augsburgo, o dogma da transubstanciação e o latim como língua oficial de culto.
E - A reforma religiosa acontecida na Inglaterra no século XVI levou à criação da Igreja Anglicana. Essa se igualava em tudo ao calvinismo, pois também negava a presença de imagens sacras em seus templos e a necessidade de um clero.

(CEFET/BA) - Centro Federal de Educação Tecnológica da Bahia -
Questão 14:
É a vida profissional do homem que lhe dá certo treino moral, que prova o seu estado de graça para com sua consciência, que se expressa no zelo e no método, fazendo com que ele consiga cumprir a vocação. Não é o trabalho em si, mas um trabalho racional, uma vocação que é pedida por Deus.
O trecho faz referência ao
A - catolicismo, religião cristã, que no século XV pregava uma ética do trabalho como espaço da salvação.
B - islamismo ou religião muçulmana, originada na Arábia ocidental, que tinha por finalidade a negação do trabalho.
C - anglicanismo, religião cristã originada na Inglaterra e que produz uma ética entre trabalho e salvação.
D - protestantismo, religião que produziu uma relação entre vocação para o trabalho e a salvação, o que Max Weber chamou de espírito do capitalismo.
E - protestantismo,que ao produzir um novo pardigma religioso,quebrou todos os preceitos da religiosidade cristã.

(UNCISAL/AL) - Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas -
Questão 15:
É preciso estrangulá-los. É preciso matar o cão enlouquecido que se lança contra ti, senão ele te matará. A revolta de Martinho Lutero contra os camponeses ocorreu na(o)
A - perseguição aos anabatistas.
B - tragédia de Munster.
C - movimento liderado por Thomas Munzer.
D - movimento de Zwinglio.
E - cisma de Felipe Melanchton.

(IFPI) - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí -
Questão 16:
A Europa Ocidental viu ascender e se consolidar uma série de eventos e de ideias que transformaram o mundo ocidental. Entre esses eventos podemos afirmar corretamente, EXCETO:
A - A centralização política do Estado Moderno derivou da parceria entre reis e burguesia, tendo nos países ibéricos seus precursores.
B - A burguesia financiou tanto o Renascimento cultural, por meio do mecenato, quanto as expedições marítimas europeias, através das parcerias com os Estados Nacionais.
C - A ética protestante, estudada pelo pensador Max Weber, contribuiu para o fortalecimento da burguesia nascente, uma vez que valorizava o trabalho e o esforço pessoal na conquista do sucesso material, além de combater a prática da usura.
D - A emergência de ideias como o antropocentrismo, o racionalismo e o heliocentrismo contribuiu para o fortalecimento do movimento renascentista.
E - A burguesia teve participação decisiva no fortalecimento e na queda do Ancien Regime na Inglaterra e na França, aliando-se ou rompendo com os monarcas conforme seus interesses.

(UESPI) - Universidade Estadual do Piauí -
Questão 17:
O domínio da Igreja Católica se faz presente em boa parte da História do mundo ocidental. Com as mudanças trazidas pela Reforma, houve:
A - a queda radical do prestígio da Igreja, restrito apenas à catequização das Américas e da África.
B - a reorganização de seus espaços de atuação, com enfrentamento de algumas questões colocadas pelos reformistas.
C - o fim do prestígio político da Igreja Católica na Europa, que, praticamente, deixou de existir na Holanda e na França.
D - o avanço do mundo dominado pelo capitalismo, devido às ideias revolucionárias de Lutero no âmbito da economia.
E - a afirmação do fracasso da ética cristã e do pensamento de seus principais teólogos, São Tomás de Aquino e Santo Agostinho.

(EMESCAM/ES) - Escola Superior de Ciências da Santa Casa de Misericórdia de Vitória -
Questão 18:
A Reforma foi um importante acontecimento do início dos Tempos Modernos, com reflexos em todos os aspectos da vida europeia. Uma implicação econômica relevante produzida pela Reforma foi o(a):
A - Condenação à usura, cuja prática entrava o desenvolvimento do capitalismo, devido aos altos juros cobrados pelos prestamistas.
B - Ênfase dada à acumulação de riquezas, independentemente dos métodos que fossem empregados em sua aquisição.
C - Esforço de adequar a doutrina cristã ao capitalismo nascente, encontrando justificativas para certas práticas inerentes a esse sistema.
D - Retomada do antigo conceito bíblico de que o trabalho era um castigo divino, e não devendo portanto, ser entendido como gerador de riquezas.
E - Tentativa de restabelecer certos valores ligados ao cristianismo, com destaque para a renúncia dos bens materiais.

(UPE) - Universidade de Pernambuco -
Questão 19:
O predomínio do Catolicismo fez parte de um grande período da história da Europa. Com o surgimento e a expansão da Reforma, novas ideias surgiram, abalando um poder secular. Lutero, um dos líderes da Reforma, defendia o(a)
A - fim do clero católico, com uma crítica ao que diziam as Sagradas Escrituras, duvidando das suas verdades.
B - afirmação do pensamento de santo Agostinho, valorizando o papel da fé na salvação do indivíduo.
C - manutenção dos sacramentos, para fortalecer a palavra de Deus, enaltecendo poder do clero mais simples.
D - extinção do celibato, além de manter a necessidade de consolidar a hierarquia papal e sua relação com os bispos.
E - conflito contra o poder dos reis, negando a importância do pecado e do batismo.

(UESPI) - Universidade Estadual do Piauí -
Questão 20:
O domínio da Igreja Católica se faz presente em boa parte da História do mundo ocidental. Com as mudanças trazidas pela Reforma, houve:
A - a queda radical do prestígio da Igreja, restrito apenas à catequização das Américas e da África.
B - a reorganização de seus espaços de atuação, com enfrentamento de algumas questões colocadas pelos reformistas.
C - o fim do prestígio político da Igreja Católica na Europa, que, praticamente, deixou de existir na Holanda e na França.
D - o avanço do mundo dominado pelo capitalismo, devido às ideias revolucionárias de Lutero no âmbito da economia.
E - a afirmação do fracasso da ética cristã e do pensamento de seus principais teólogos, São Tomás de Aquino e Santo Agostinho.

(EMESCAM/ES) - Escola Superior de Ciências da Santa Casa de Misericórdia de Vitória -
Questão 21:
A Reforma foi um importante acontecimento do início dos Tempos Modernos, com reflexos em todos os aspectos da vida europeia. Uma implicação econômica relevante produzida pela Reforma foi o(a):
A - Condenação à usura, cuja prática entrava o desenvolvimento do capitalismo, devido aos altos juros cobrados pelos prestamistas.
B - Ênfase dada à acumulação de riquezas, independentemente dos métodos que fossem empregados em sua aquisição.
C - Esforço de adequar a doutrina cristã ao capitalismo nascente, encontrando justificativas para certas práticas inerentes a esse sistema.
D - Retomada do antigo conceito bíblico de que o trabalho era um castigo divino, e não devendo portanto, ser entendido como gerador de riquezas.
E - Tentativa de restabelecer certos valores ligados ao cristianismo, com destaque para a renúncia dos bens materiais.

(UFPel/RS) - Universidade Federal de Pelotas -
Questão 22:
A Reforma Religiosa, ocorrida no século XVI, trouxe profundas transformações ao contexto europeu durante a Idade Moderna. Sobre a mesma, é falso afirmar:
A - Foi severamente combatida pela Igreja Católica, que, em resposta, fez a Contrarreforma.
B - Iniciou na Alemanha, com Lutero, posteriormente se expandindo para outras regiões da Europa, como, por exemplo, na Inglaterra, onde surgiu o anglicanismo.
C - Calvino, um dos principais líderes reformistas, possuía uma visão positiva da riqueza, entendendo-a como bênção divina, o que muito agradou a burguesia.
D - Por ser um movimento exclusivamente religioso, não trouxe implicações de ordem econômica para a sociedade europeia.
E - Muitas das religiões protestantes recém-criadas, como o puritanismo, imigraram para a América, produzindo sociedades muito rígidas em seus preceitos morais.

(EMESCAM/ES) - Escola Superior de Ciências da Santa Casa de Misericórdia de Vitória -
Questão 23:
A Reforma foi um importante acontecimento do início dos Tempos Modernos, com reflexos em todos os aspectos da vida europeia. Uma implicação econômica relevante produzida pela Reforma foi o(a):
A - Condenação à usura, cuja prática entrava o desenvolvimento do capitalismo, devido aos altos juros cobrados pelos prestamistas.
B - Ênfase dada à acumulação de riquezas, independentemente dos métodos que fossem empregados em sua aquisição.
C - Esforço de adequar a doutrina cristã ao capitalismo nascente, encontrando justificativas para certas práticas inerentes a esse sistema.
D - Retomada do antigo conceito bíblico de que o trabalho era um castigo divino, e não devendo portanto, ser entendido como gerador de riquezas.
E - Tentativa de restabelecer certos valores ligados ao cristianismo, com destaque para a renúncia dos bens materiais.

(UEMS)- Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul -
Questão 24: No século XVI, a unidade religiosa da cristandade europeia é rompida em consequência da propagação da Reforma. Lutero, a principal e controvertida figura do movimento, que em 1517 lança suas 95 teses contra a Igreja, pertencia a ordem religiosa dos:
A - cistercienses
B - lazaristas
C - dominicanos
D - franciscanos
E - agostinianos.

(UEG) - Universidade Estadual de Goiás -
Questão 25:
O protestantismo encontra-se em franca expansão no estado de Goiás. Suas origens remontam aos movimentos reformistas ocorridos na Europa entre os séculos XIV e XVI. Sobre a Reforma Protestante, é
CORRETO afirmar:
A - Martinho Lutero pregou a volta dos valores clássicos greco-romanos para combater a corrupção da Igreja.
B - As teses reformistas de Lutero tiveram apoio de setores da burguesia e da nobreza do Sacro Império Romano-Germânico, interessados em escapar da influência da Igreja.
C - A Reforma Protestante impediu o desenvolvimento do capitalismo, uma vez que condenava radicalmente a usura.
D - Na Inglaterra, a Reforma Protestante foi suprimida através da criação da Igreja Anglicana, resultante de um acordo entre Henrique VIII e o Papa.

(PUC-MG) - Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais -
Questão 26:
Leia estes trechos:
I - “Assim vemos que a fé basta a um cristão. Ele não precisa de nenhuma obra para se justificar”.
II - “O rei é o chefe supremo da Igreja [...] Nesta qualidade, o rei tem todo o poder de examinar, reprimir, corrigir [...] a fim de conservar a paz, a unidade e a tranquilidade do reino...”
III - “Por decreto de Deus, para manifestação de sua glória, alguns homens são predestinados à vida eterna e outros são predestinados à morte eterna.”
A partir dessa leitura e considerando-se outros conhecimentos sobre o assunto, é CORRETO afirmar que as concepções expressas nos trechos I, II e III fazem referência, respectivamente, às doutrinas:
A - católica, anglicana e ortodoxa.
B - luterana, anglicana e calvinista.
C - ortodoxa, luterana e católica.
D - ortodoxa, presbiteriana e escolástica.

(UFRRJ/RJ) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro -
Questão 27:
Votos da Companhia de Jesus, criada por Inácio Loiola em 1534:
“Que os membros consagrarão suas vidas ao constante serviço de Cristo e do Papa, lutarão sob a bandeira da Cruz e servirão ao Senhor Pontífice romano como o vigário de Deus na Terra, de tal forma que executarão imediatamente e sem vacilação ou escusa tudo o que o Pontífice reinante ou seus sucessores puderem ordenar-lhes para proveito das almas ou para propagação da fé, e assim agirão em toda província aonde forem enviados, entre turcos ou quaisquer outros infiéis, na Índia distante, assim como em região de hereges, cismáticos ou indivíduos de qualquer tipo.”
LOIOLA, I. Companhia de Jesus. In: Aquino, R. S.L & Alvarenga, F.J.M.& FRANCO, D.A&LOPES, O.G.PL, – História Das Sociedades: Das Sociedades Modernas às Sociedades Atuais. Rio de Janeiro: Ao Livro Técnico, 1990, p.87.
O texto acima apresenta os votos da Companhia de Jesus, que foi uma reação da Igreja Católica contra a Reforma Protestante. Sobre a Contrarreforma, é correto afirmar que promoveu:
A - o Concílio de Trento, no qual foram modificados diversos dogmas da Igreja Católica.
B - o restabelecimento do Tribunal do Santo Ofício, que servia para julgar aqueles que defendiam a manutenção dos dogmas católicos, contra a nova orientação da Igreja.
C - a reorganização do Tribunal do Santo Ofício, que servia para julgar os hereges, tendo uma atuação mais presente na Península Ibérica.
D - a organização da Companhia de Jesus, que tinha como objetivo julgar os hereges que eram contra os dogmas do catolicismo.
E - o restabelecimento do Tribunal do Santo Ofício que determinou quem iria para as colônias da América para catequizar os índios.

(UNIFESP/SP) - Universidade Federal de São Paulo -
Questão 28:
No século XVI, nas palavras de um estudioso, “reformar a Igreja significa reformar o mundo, porque a Igreja era o mundo”. Tendo em vista essa afirmação, é correto afirmar que:
A - os principais reformadores, como Lutero, não se envolveram nos desdobramentos políticos e socioeconômicos de suas doutrinas.
B - o papado, por estar consciente dos desdobramentos da reforma, recusou-se a iniciá-la, até ser a isso obrigado por Calvino.
C - a burguesia, ao contrário da nobreza e dos príncipes, aderiu à reforma, para se apoderar das riquezas da Igreja.
D - a os cristãos que aderiram à reforma estavam preocupados somente com os benefícios materiais que dela adviriam.
E - o aparecimento dos anabatistas e outros grupos radicais são a prova de que a reforma extrapolou o campo da religião.

(UEA/AM) Universidade do Estado do Amazonas -
Questão 29:
Analise as afirmativas a seguir, a respeito das origens da Reforma Protestante.
I. A ascensão da burguesia fez emergir uma carga de irreligiosidade, por influência dos conhecimentos pagãos que o comércio levou á Europa e pelo pragmatismo próprio dos mercadores.
II. O conflito entre a afirmação da autoridade real nas monarquias nascentes e o supranacionalismo papal, conjugado às aspirações da burguesia em ascensão, necessitada de aprovação de suas práticas econômicas tidas como pecaminosas, contribuiu pra deflagrar a Reforma, latente na Igreja Católica.
III. As manifestações intensas de fé e religiosidade da maioria da população contrastavam com as evidências de luxo, cobiça e ostentação do clero, estimulando as intenções reformadoras no interior da própria igreja Católica.
Assinale:
A - se somente a afirmativa I for correta.
B - se somente as afirmativas I e II forem corretas.
C - se todas as afirmativas forem corretas.
D - se somente as afirmativas II e III forem corretas.
E - se somente a afirmativa III for correta

(UFAM) - Universidade Federal do Amazonas -
Questão 30:
Na base das ideias defendidas por Martinho Lutero estavam:
A - A restrição da autoridade do papa a assuntos da fé e do gerenciamento das ordens religiosas.
B - A condenação ao lucro, a exploração do homem pelo homem e do domínio material exercido pela igreja de Roma.
C - O rompimento com o papa e defesa do rompimento da sujeição do homem à qualquer autoridade temporal.
D - Sua reforma da igreja não excluía todos os sacramentos, mantendo o batismo, a eucaristia e a unção dos enfermos.
E - A condenação da venda de indulgências, do culto aos santos e imagens e a crença de que a fé era um estado interior do crente e, portanto, um estado interior do crente.

(UPE) - Universidade de Pernambuco -
Questão 31:
O poder da Igreja Católica sofreu abalos na sua base com a Reforma liderada por Calvino e Lutero. Com relação às mudanças das práticas religiosas da época, a Reforma:
A - reforçou a intervenção dos sacerdotes nos rituais, evitando crítica à sua autoridade como representantes de Deus.
B - incentivou a leitura da Bíblia em latim, nos templos religiosos, conduzida pelas lideranças clericais mais atuantes.
C - acabou com a existência da confissão privada, cabendo a cada um fazer seu exame de consciência sobre os pecados cometidos.
D - fortaleceu a hierarquia clerical, criando mais espaços para estreitar as relações entre os governos da época e a religião.
E - retomou princípios defendidos por Tomás de Aquino, enfatizando a autonomia de cada um para se salvar dos seus pecados.

(UNIRIO/RJ) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro -
Questão 32:
O movimento de reforma da religião católica surgido na Europa, ao longo do século XVI, buscou alterar o catolicismo medieval em virtude das mudanças culturais decorrentes da nova visão de mundo surgida e consolidada com o renascimento.
Uma característica do movimento reformista desse período é identificada em
A - a reforma luterana significou uma ruptura com os valores da cultura religiosa medieval, dentre os quais destacamos a utilização do alemão em lugar do latim nos cultos religiosos.
B - o calvinismo representou uma crítica moderada à Igreja de Roma, pois condenou o lucro obtido com as atividades comerciais, mas manteve o dogma medieval da predestinação.
C - a reação reformista da Igreja, ou Contrarreforma, se manifestou na convocação do Concílio de Trento, a partir de 1545, que modernizou suas práticas e doutrinas, destacadamente com o reconhecimento da livre interpretação da Bíblia.
D - a Reforma anglicana, desencadeada na Inglaterra por Henrique VII, permitiu ao rei inglês renovar a fé puritana sem romper com o papado.
E - a criação da Companhia de Jesus, em 1534, significou o retorno do catolicismo à Reclusão monástica e ao ensino religioso, conforme os princípios defendidos pelo Vaticano.

(UFF/RJ) - Universidade Federal Fluminense -
Questão 33:
As lutas religiosas na Europa do século XVI acabaram tendo um dos seus episódios na Baía de Guanabara.
Assinale a opção que apresenta corretamente esse episódio.
A - A presença de franceses com a intenção de criar a cidade de Henryville e de estabelecer a França Antártica nas Américas.
B - a presença francesa com o intuito de estabelecer uma rota comercial, tendo como principal produto o pau brasil e a constituição de uma colônia de luteranos nas Américas.
C - a presença de comerciantes e de piratas franceses com a responsabilidade de apodera-se do pau brasil, capturar indígenas e estabelecer no Maranhão uma colônia de anabatistas.
D - a presença de franceses com o ideal de expansão dos preceitos anglicanos e o desejo de construir a cidade de Henryville.
E - a presença de franceses com a intenção de combater os católicos e empreender o domínio da área sul das Américas.

(UNIFEI/MG) - Universidade Federal de Itajubá -
Questão 34:
Sobre as Reformas Religiosas do século XVI, que criaram uma realidade completamente nova no continente europeu, é incorreto afirmar que:
A - a Reforma Católica ou Contrarreforma foi realizada a partir de grupos laicos da sociedade europeia do século XVI que desejavam uma Igreja renovada.
B - pode-se afirmar que a Europa Ocidental do século XVI foi marcada por posturas sociais bem distintas: uma cristã ou católico-feudal e outra humanista-renascentista ou moderna.
C - a Reforma Católica significou um profundo revigoramento da espiritualidade com destaque para grandes místicos como Inácio de Loyola e Teresa de Ávila.
D - as ordens religiosas criadas com a Reforma Católica e o revigoramento das já existentes foram responsáveis pelo fortalecimento do clero.

(PUC-MG) - Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais -
Questão 35:
Sobre a Reforma Protestante do início dos tempos modernos, é correto afirmar que, exceto:
A - foi um movimento que eclodiu sob o impacto das medidas tomadas pelos católicos durante a realização do Concílio de Trento, de 1545.
B - procurou expressar muitos dos anseios da época, como as críticas aos abusos cometidos pela Igreja.
C - defendia o livre exame da bíblia e pregava a salvação pela fé e não pelas boas obras.
D - marcou o surgimento do anglicanismo com o rompimento entre Henrique VIII e o papa, pelo Ato de Supremacia de 1534.

(UEA/AM) Universidade do Estado do Amazonas -
Questão 36:
Lutero, ao protestar contra abusos de agentes e enviados do Papa, despertou a atenção de grupos e indivíduos cujas práticas econômicas eram rejeitadas pelo discurso católico. Suas críticas e pregações eram radicais e atraíam apoios e demandas radicais. A Reforma não foi, portanto, uniforme, nem é definível por um
único comentário.
Assinale a alternativa errada a respeito do contexto da Reforma Protestante:
A - Lutero apoiou a secularização dos bens eclesiásticos quando os príncipes cobiçavam os bens e o poder da Igreja, mas condenou os camponeses que promoviam a secularização por ação própria.
B - A predestinação apregoada por Calvino interessava aos burgueses porque justificava práticas e valores burgueses e permitia identificar o sucesso individual e material como sinal da aprovação divina.
C - Para Carlos V, a reforma quebrava a unidade ideológica do seu império, já carente de unidade lingüística e cultural e formado por territórios às vezes descontínuos, onde emergiam interesses divergentes de príncipes e senhores regionais.
D - O Ato de Supremacia de 1534, além do aspecto religioso, serviu para reforçar o absolutismo inglês política e materialmente e buscou resolver problemas dinásticos.
E - A Contrarreforma, embora não tenha tornado a Igreja Católica uma instituição liberal, impediu a expansão do protestantismo.

(UNEMAT/MT) - Universidade do Estado de Mato Grosso -
Questão 37:
A Contrarreforma foi um movimento organizado pela Igreja Católica para combater as heresias protestantes que ganharam muita força e adeptos nos séculos XVI e XVII. Um dos instrumentos utilizados pelos reformistas foi a atuação das ordens religiosas. Com base nesse enunciado, assinale a única alternativa correta:
A - Destaca-se a Ordem Franciscana, criada por Francisco de Assis, exatamente com o intuito de combater hereges protestantes.
B - Destaca-se a Ordem Beneditina, famosa pela cultura e saber científico, que recebeu o chamado para rebater as heresias protestantes de forma científica.
C - Destaca-se a Ordem Agostiniana, que desde a Idade Média controlava a Inquisição e recebeu a ordem de perseguir hereges, principalmente os judeus.
D - Destacavam-se as Ordens Terceiras, formadas por pessoas comuns, que receberam do Papa a incumbência de preservar a fé católica.
E - Destaca-se a Companhia de Jesus, ou Ordem dos Jesuítas, que tentou catequizar outras terras e expandir a crença no catolicismo.

(UFG/GO) - Universidade Federal de Goiás -
Questão 39:
A Reforma Protestante, iniciada por Lutero, foi um movimento de mudanças sociais de caráter fundamentalmente religioso, com importantes desdobramentos políticos e econômicos. No que se refere aos princípios políticos e religiosos, o luteranismo defendia a:
A - submissão da Igreja ao Estado e a valorização da fé individual;
B - implementação de políticas econômicas na Europa e a quebra da autoridade religiosa;
C - jurisdição real sobre terras da Igreja e a cobrança de impostos sobre esse patrimônio;
D - extinção das rendas feudais e a oposição às pregações morais do clero;
E - cessação do poder político-administrativo da Igreja sobre os reinos e o fim da condenação da usura.

(UEG) - Universidade Estadual de Goiás -
Questão 40:
O que é surpreendente em Lutero não são suas críticas radicais à Igreja Católica, mas, sim, o fato de suas posições ganharem aquiescência, a ponto de conseguir quebrar a unidade da Igreja no Ocidente. Acerca do sucesso do fenômeno Lutero, é correto afirmar que:
A - ao defender a fé como algo íntimo e pessoal, Lutero contestava os obsoletos princípios individualistas dos humanistas renascentistas;
B - ao defender a salvação pela fé e pelas obras, as ideias luteranas receberam o apoio dos jesuítas, ordem religiosa responsável pela cobrança das indulgências;
C - os burgueses se identificaram com as ideias luteranas, pois ao contrário da doutrina católica, o luteranismo evitava a condenação da usura;
D - ao criticar a ostentação da Igreja e dos nobres, Lutero recebeu o apoio dos camponeses, liderando as rebeliões no campo em 1525.

(UFPR) - Universidade Federal do Paraná -
Questão 41: – A Reforma Protestante e a Contrarreforma envolveram aspectos ligados à doutrina da religião cristã e à forma como se organizava a Igreja Católica com sede em Roma. No contexto desses movimentos, considere as afirmativas abaixo:
I. Os protestantes eram contrários à autoridade do Papa e à intermediação dos padres na leitura da Bíblia.
II. Os protestantes eram contrários ao casamento dos padres e ao sacramento da confissão.
III. As ideias protestantes tiveram grande aceitação por parte dos monarcas portugueses, espanhóis e ingleses.
IV. Os jesuítas foram designados para a ação missionária nas terras da América, Ásia e África, a fim de garantir a expansão da fé católica.
V. O Concílio de Trento definiu algumas ações para reagir à expansão do protestantismo, como o fortalecimento dos sacramentos e uma melhor formação do clero para o atendimento dos fiéis.
Assinale a alternativa correta.
A - Somente as afirmativas I, IV e V são verdadeiras.
B - Somente as afirmativas II e III são verdadeiras.
C - Somente as afirmativas I e II são verdadeiras.
D - Somente a afirmativa IV é verdadeira.
E - Somente as afirmativas III e V são verdadeiras.

(PUC-MG) - Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais -
Questão 42:
Na Alemanha, no século XVI, o monge agostiniano Martinho Lutero levantou-se contra os abusos cometidos pelo papado de Roma, desencadeando um movimento que ficou conhecido por Reforma Protestante.
Sobre esse movimento, é incorreto afirmar:
A - O movimento da Reforma teve os seus objetivos defendidos, ampliando o poder da burguesia contra a ideologia senhorial.
B - As ideias veiculadas na Europa, no contexto do século XVI, significaram uma brecha importante na estrutura política feudal.
C - A disseminação dos ideais reformadores no seio da população possibilitou a vitória do nacionalismo contra o poder do papado.
D - A revolta dos camponeses contra a cobiça dos grandes senhores feudais pelos bens da Igreja contou com o apoio de Lutero.

(MACKENZIE/SP) - Universidade Presbiteriana Mackenzie -
Questão 43:
A Inquisição em Roma não foi objeto de uma verdadeira refundação, mas sim de uma reorganização, em 4 de julho de 1542, através da bula Licet ab initio. Ao contrário dos motivos invocados para o estabelecimento das Inquisições na Espanha e em Portugal, onde a difusão do judaísmo justificava a organização do tribunal, aqui era a heresia protestante o alvo da nova configuração do Santo Ofício da Inquisição.
Francisco Bethencourt, História das Inquisições.
A reorganização da Inquisição foi uma entre várias providências tomadas pela Igreja Católica em sua luta contra a "heresia protestante". Assinale a alternativa em que aparece outra dessas providências.
A - A convocação do Concílio de Trento, que, entre outras coisas, ratificou o dogma católico da transubstanciação e a doutrina da salvação por meio das obras.
B - A tradução da Bíblia para os idiomas modernos, de maneira a permitir ao fiel a leitura individual dos textos sagrados.
C - O combate a práticas populares consideradas supersticiosas, como as romarias, o culto a imagens e as novenas.
D - O afastamento dos religiosos em relação à vida secular, dando-se preferência à vida meditativa, retirada do mundo, como o faziam os jesuítas.
E - A eliminação da hierarquia eclesiástica, passando a figura do Papa a ser mero título honorífico.

(UNIFOR/CE) - Universidade de Fortaleza -
Questão 44: A Reforma Religiosa representou um dos aspectos dos processos de transformação das estruturas sociais feudais. As diferentes camadas sociais tiveram comportamentos diversificados em relação aos problemas religiosos daquele contexto histórico.
Na Alemanha, os camponeses aderiram à reforma protestante porque:
A - almejavam comprar as indulgências para que pudessem garantir sua salvação espiritual;
B - queriam reafirmar sua idolatria em relação aos dogmas dos papas e da igreja ortodoxa romana;
C - havia as propostas de distribuição de terras dos seus idealizadores e da isenção de quaisquer oferendas à Igreja;
D - identificaram-se com o discurso defendido pelos seus idealizadores, que eram padres jesuítas e defensores dos direitos dos camponeses;
E - objetivavam a abolição da servidão, motivo pelo qual acabaram sendo condenados por Lutero.

(UEMS)- Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul -
Questão 45: As reformas religiosas ocorridas no século XVI, além de romperem com a unidade do cristianismo no Ocidente, foram responsáveis pela modificação nas estruturas eclesiásticas e a doutrina da salvação. Sobre essas reformas é correto afirmar que:
A - a Reforma Anglicana, em 1534, decretada pelo Ato de Supremacia de Henrique VII, criou uma Igreja nacional na Inglaterra, modificando totalmente o culto religioso;
B - Calvino tornou o culto mais complexo, condenou a doutrina da predestinação e recusou sacramentos como o batismo e a comunhão;
C - do Concílio de Trento saiu uma Igreja reformada e modernizada. A autoridade papal foi diminuída e a doutrina tradicional da salvação competente negada com a criação do Catecismo e do Missal;
D - a Contrarreforma católica definiu medidas e combate aos protestantes e destituiu os tribunais da Inquisição, substituindo-os pelo Index;
E - os luteranos entendiam a reforma como a restauração do verdadeiro cristianismo.

(UNIFESP/SP) - Universidade Federal de São Paulo -
Questão 46:
Se um homem não trabalhar, também não comerá.
Estas palavras de São Paulo, o Apóstolo, são mais condizentes com a ética do:
A - catolicismo medieval;
B - protestantismo luterano;
C - protestantismo calvinista;
D - catolicismo da Contra-Reforma;
E - anglicanismo elisabetano.

(UNIRIO/RJ) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro -
Questão 47:
"Deus chama cada um para uma vocação particular cujo objetivo é a gloricação dele mesmo. O comerciante que busca o lucro, pelas qualidades que o sucesso econômico exige: o trabalho, a sobriedade, a ordem, responde também ao chamado de Deus, santicando de seu lado o mundo pelo esforço, e sua ação é santa."
(João Calvino. In: Mousnier, Roland. História geral das civilizações. Os séculos XVI e XVII: os processos da civilização europeia. São Paulo: Difel, 1973, p. 90, tomo IV, v. 1.)
A opção que correlaciona a citação acima com o contexto da reforma protestante, no século XVI, que pregava mudanças no cristianismo e na ação da igreja católica é o:
A - calvinismo, a condenação da doutrina da predestinação absoluta formulada pelo pensamento tomista medieval;
B - anglicanismo, a supressão do clero e dos sacramentos na vida religiosa como forma de enfraquecimento do papado;
C - luteranismo e o calvinismo, a pregação teológica de submissão do Estado à Igreja reformada;
D - luteranismo, a defesa do princípio da salvação do homem pela fé sem a necessidade de intermediação da Igreja e da realização de obras pias;
E - anglicanismo e no luteranismo, a substituição do latim pelo alemão nos cultos religiosos.

(FUVEST/SP) - Fundação Universitária para o Vestibular -
Questão 48:
No fim da Idade Média e início da Idade Moderna, o rompimento dos monopólios que os letrados mantinham sobre a cultura escrita e os clérigos sobre a religião criou uma situação nova, potencialmente explosiva. Esse duplo rompimento deveu-se:
A - aos descobrimentos e invenções científicas;
B - à invenção da imprensa e à Reforma;
C - ao Renascimento e ao Estado absolutista;
D - ao aparecimento do alfabeto e das heresias;
E - ao humanismo e a Inquisição.

(FGV/RJ) - Fundação Getúlio Vargas Rio -
Questão 49:
A Europa do século XVI assistiu ao surgimento de novas religiões cristãs, dentre as quais destacam-se a luterana, a calvinista e anglicana. A despeito das características que conferem especificidade a cada uma delas, observam-se elementos que as aproximam entre si. Um desses elementos é a:
A - celebração dos cultos nas línguas faladas pelos fiéis;
B - ausência de hierarquia eclesiástica;
C - tolerância em relação às demais religiões cristãs;
D - afirmação da primazia da Igreja sobre o Estado;
E - crítica às estruturas sociais vigentes.

(USP) - Universidade de São Paulo -
Questão 50:
"... tenho sido, durante muitos anos, um aderente à teoria de Copérnico. Isto me explica a causa de muitos fenômenos que são ininteligíveis por meio de teorias geralmente aceitas. Eu tenho coligido muitos argumentos para refutar estas últimas, mas eu não me arriscaria a levá-los à publicação. Há muito tempo que estou convencido de que a Lua é um corpo como a Terra. Descobri também uma multidão de estrelas fixas, a princípio invisíveis, ultrapassando mais de dez vezes as que se podem ver a olho nu, formando a Via Láctea."
(Carta de Galileu a Kepler, 1597.)
Galileu não se arriscava a publicar essas ideias por temer:
A - a oposição que sofreria por parte de seus alunos e colegas da Universidade de Pisa, onde lecionava;
B - ser considerado um plagiador das ideias heliocêntricas defendidas por Copérnico e por alguns sábios florentinos;
C - que seus pressupostos geocêntricos contribuíssem para aumentar as hostilidades contra a Igreja Católica;
D - que seus superiores o expulsassem da Ordem dos Franciscanos, à qual pertencia desde a adolescência;
E - ser acusado de heresia e ter de enfrentar o poderoso Tribunal do Santo Ofício, mantido pela Igreja.

(FUVEST/SP) - Fundação Universitária para o Vestibular -
Questão 51: O Concílio de Trento, um dos mais importantes da história da Igreja, foi convocado com o objetivo principal de redefinir as doutrinas da fé católica. Dentre as conseqüências diretas ou indiretas desse evento estão:
A - a redação da encíclica Humanae Vitae pelo papa Pio XII, e a tendência ao ecumenismo religioso;
B - a aceitação de algumas críticas oriundas da reforma protestante sobre dogmas da Igreja, e a rejeição do movimento de Contra-Reforma;
C - o surgimento da Teologia da Libertação e a expansão e o fortalecimento da ordem dos cistercienses;
D - a censura de livros a fim de evitar a propagação de idéias consideradas heréticas, o fortalecimento e expansão da Companhia de Jesus;
E - a condenação das idéias heréticas do monge beneditino Inácio de Loyola e o fim do dogma sobre a infalibilidade papal.

(UCPEL/RS) - Universidade Católica de Pelotas -
Questão 52: Henrique IV, rei da França, concedeu liberdade de culto aos protestantes em 1598, através do:
A - Concílio de Trento;
B - Edito de Nantes;
C - Tratado de Versalhes;
D - Congresso de Viena;
E - Concílio de Constança.

(FGV/RJ) - Fundação Getúlio Vargas Rio -
Questão 53: O Concílio de Trento, no conjunto de medidas adotadas pela Igreja Católica no combate à Reforma Protestante, estabeleceu a:
A - supressão da hierarquia eclesiástica;
B - a livre interpretação da Bíblia;
C - a abolição do culto aos santos;
D - a criação do Índice de Livros Proibidos;
E - a eliminação do celibato clerical

(UNESP/SP) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho -
Questão 54: Durante o século XIV, surgiram graves problemas que quebraram a unidade da Igreja. Nos meados do século XV, com o jubileu de Nicolau V, pensava-se que a cristandade se havia recomposto da grave crise que a afetara. Mas, no século XVI, foi posto em dúvida o poder do papa. O mal da Igreja tinha muitas raízes profundas, dentre as quais destacam-se as seguintes, exceto:
A - o regime feudal deixara vícios graves na organização eclesiástica;
B - o desejo de purificar os evangelhos da adulteração medieval, regressando às fontes e à verdadeira doutrina de Jesus, era sentido e vivido pelos humanistas;
C - em Roma, onde os papas mantinham o maior fausto da Europa de então, protegendo uma multidão de humanistas e homens de arte, necessitava-se do tributo dos católicos dos diferentes países, pois os rendimentos da Igreja não chegavam;
D - os abusos e anarquia devidos à quebra de disciplina dentro do clero regular e do secular;
E - os debates que se travaram para a Reforma da Igreja tiveram influência da crítica kantiana e do “historicismo”, características do movimento.

(CESGRANRIO/RJ) - Fundação CESGRANRIO -
Questão 55: “Nós denominamos predestinação ao conselho eterno de Deus, pelo qual ele determinou o que queria fazer de cada homem... Se alguém pergunta por que Deus tem piedade de uma parte e por que deixa e abandona a outra, não há nenhuma resposta, senão a de que isso é o que lhe apraz.” (Jean Calvino)
No texto acima, a respeito da predestinação, Calvino quer dizer que:
A - o homem só se salva através das boas ações, dotado como é de bondade e justiça.
B - a vontade de Deus é soberana e é ela quem determina o destino de cada homem.
C - o homem só se salva pela fé, pois é por natureza um pecador perante Deus.
D - a única razão de ser do homem é o culto a Deus, daí condenar o trabalho porque afasta o homem das orações.
E - amando a Deus e obedecendo à Sua Igreja o homem pode obter o prêmio da salvação e fugir à danação eterna.

(CEFET/PR) - Centro Federal de Educação Tecnológica do Paraná -
Questão 56: O anglicanismo se consolidou na Inglaterra com:
A - a Magna Carta;
B - a Petição de Direitos;
C - a Lei dos 39 Artigos;
D - o Parlamento;
E - a Inquisição.

(UNESP/SP) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho -
Questão 57: A posição conservadora de Lutero frente aos poderes seculares fica bem expressa no partido que tomou contra os camponeses (“É preciso estrangulá-los. É preciso matar o cão enlouquecido que se lança contra ti, senão, ele te matará.”), quando:
A - do anabatismo de Menno Simons e David Joris;
B - da tragédia de Münzer, entre 1533 e 1536;
C - do movimento liderado por Thomaz Münzer em 1525;
D - do movimento de Zwínglio, entre 1529 e 1531;
E - do cisma da Filipe Melanchton.

(FUVEST/SP) - Fundação Universitária para o Vestibular -
Questão 58:
Em 1748, Benjamin Franklin escreveu os seguintes conselhos a jovens homens de negócios:
"Lembra-te que o tempo é dinheiro... Lembra-te que o crédito é dinheiro... Lembra-te que o dinheiro é produtivo e se multiplica... Lembra-te que, segundo o provérbio, um bom pagador é senhor de todas as bolsas... A par da sobriedade e do trabalho, nada é mais útil a um moço que pretende progredir no mundo que a pontualidade e a retidão em todos os negócios".
Tendo em vista a rigorosa educação religiosa do autor, esses princípios econômicos foram usados para exemplificar a ligação entre:
A - protestantismo e permissão da usura;
B - anglicanismo e industrialização;
C - ética protestante e capitalismo;
D - catolicismo e mercantilismo;
E - ética puritana e monetarismo.

(VUNESP) - Fundação Vunesp -
Questão 59:
No decorrer dos séculos XVI e XVII, as lutas religiosas na Europa provocaram a separação entre os cristãos, tendo como conseqüências muitos conflitos políticos e sociais. Está associada a esse movimento religioso:
A - a colonização de parte do território do que são, atualmente, os Estados Unidos;
B - a independência das colônias americanas;
C - a instalação da Inquisição nas colônias espanholas;
D - a expulsão dos jesuítas das colônias portuguesas;
E - a ação dos missionários contra a escravidão indígena.

(UFRGS) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul -
Questão 60:
O Concílio de Trento (1563) organizou a reação católica, ou Contrarreforma, definindo alguns pontos fundamentais da moral católica. As medidas adotadas pela Santa Sé visavam assegurar a unidade da doutrina cristã frente ao aparecimento e crescimento das igrejas protestantes no século XVI.
Quais das medidas abaixo constituíram pontos fundamentais da Contrarreforma?
I. A afirmação da Tradição, ou seja, as interpretações dos padres da Igreja, papas e concílios, que, juntamente com as Escrituras, constituíam os fundamentos da fé cristã.
II. A reorganização do Tribunal da Inquisição ou Santo Ofício na Itália, que ficou encarregado de combater a Reforma, e a redação de um Index, catálago de livros de leitura proibida aos fiéis.
III. A confirmação dos dogmas e práticas rituais católicas, tais como: a presença real de Cristo na Eucaristia, a salvação pela fé e boas obras, e os sete sacramentos, além do culto à Virgem e aos santos.
A - Apenas I.
B - Apenas III.
C - Apenas I e II.
D - Apenas II e III.
E - I, II e III.

(UFES) - Universidade Federal do Espírito Santo -
Questão 61:
No século XVI, o movimento conhecido como Reforma Religiosa provocou uma grande revolução espiritual na sociedade européia e uma profunda crise na hegemonia da Igreja Católica. Considere as seguintes informações sobre a Reforma Religiosa:
I. Foi um movimento revolucionário pelo qual os camponeses exigiam a abolição da servidão e a liberação das terras da Igreja para a produção agrícola de mercado.
II. Fundamentou-se nas doutrinas de salvação para assegurar e fortalecer a hierarquia e a unidade do cristianismo.
III. Estabeleceu novos valores morais, econômicos e religiosos, que legitimaram a obtenção do lucro e criaram uma das principais fontes do espírito capitalista.
IV. Fortaleceu e divulgou a doutrina do movimento protestante, mediante o Concílio de Trento.
V. Questionou a autoridade dos papas e os dogmas da Igreja, rompendo com os tradicionais padrões católicos.
Estão corretas as informações contidas na opção:
A - I e II
B - I e III
C - II e IV
D - III e IV
E - III e V

(UFES) - Universidade Federal do Espírito Santo -
Questão 62:
MOSTRA PROMETE ENTRAR PARA A HISTÓRIA
(...) Especializado em organizar mostras em que fique nítida a relação entre arte e História, o espanhol Carlos Mantinez Shaw diz que o Brasil está recebendo obras que, além da grande qualidade estética, podem ajudar o brasileiro a entender o que acontecia no país naquele momento. Nenhum período foi mais importante para a Espanha do que este. Nunca houve uma explosão tão grande de criatividade e de riqueza – explica ele, dizendo que está na História a explicação para o Barroco do país ter tido predominância de retratos e imagens religiosas. – Além da Contra Reforma, a pintura gira em volta da nobreza. (O Globo 11 jul. 2000.)
O texto se refere à exposição de pinturas "Esplendores de Espanha" no Museu Nacional de Belas Arte, no Rio de Janeiro. O momento histórico no qual foram produzidas as obras expostas foi marcado pela fase conhecida como Contra Reforma, que visava a:
A - abolir a Inquisição e o Index para flexibilizar a conduta do clero, facilitando a dedicação á arte sacra;
B - reafirmar os princípios fundamentais da Igreja Católica para conter o avanço do protestantismo e exercer maior controle sobre a prática dos fiéis e dos clérigos católicos;
C - extinguir os dogmas e os rituais católicos para atrair fiéis e proporcionar maior liberdade aos artistas;
D - proibir os católicos de seguirem as diretrizes do Concílio de Trento, convocado pelos protestantes para divulgar suas crenças e sua produção artística;
E - expulsar da Espanha os jesuítas, que causaram a cisão da Igreja em razão dos abusos que cometiam e das propostas que defendiam.

(UFES) - Universidade Federal do Espírito Santo -
Questão 63:
Às vésperas da reforma, verdadeiras multidões de peregrinos buscavam a redução de suas penas do purgatório. O texto a seguir dá exemplos dos excessos em torno de tal procedimento religioso:
Uma igreja romana, se a pessoa simplesmente entrasse nela tirava-lhe quarenta e oito mil anos de sua sentença no purgatório. A cidade alemã de Wittemberg possuía dezessete mil relíquias, inclusive uma palha da manjedoura de Jesus, uma gota de leite de Maria e duzentos e quatro fragmentos das crianças trucidadas por Herodes. A catedral de Exeter, na Inglaterra, possuía a vela que iluminou o túmulo de Cristo e um raminho da Sarça Ardente da qual Deus falara a Moisés. Um mosteiro, Durhman, guardava zelosamente a camisa da Virgem e mostrava-a aos peregrinos, após a recepção de um pequeno donativo.
(LA MURE, P. A. vida privada de Mona Lisa. São Paulo: Circulo do Livro. 1963-94.)
Contra os abusos da Igreja não é correto afirmar que Martinho Lutero defendeu:
A - a substituição do latim pelo idioma alemão nos cultos religiosos;
B - a preservação de apenas dois sacramentos: batismo e eucaristia;
C - a rejeição do celibato obrigatório dos sacerdotes;
D - o fortalecimento da supremacia do papa como líder universal da Igreja;
E - a centralização do culto na leitura das Escrituras pelos próprios fiéis.

(PUC-MG) - Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais -
Questão 64:
Sobre a Reforma Protestante do início dos Tempos Modernos, é correto afirmar que, exceto:
A - foi um movimento que eclodiu sob o impacto das medidas tomadas pelos católicos durante a realização do Concílio de Trento, de 1545;
B - procurou expressar muitos dos anseios da época, como as críticas aos abusos cometidos pela Igreja;
C - defendia o livre exame da Bíblia e pregava a salvação pela fé e não pelas boas obras;
D - marcou o surgimento do anglicanismo com o rompimento entre Henrique VIII e o papa, através do Ato de Supremacia de 1534.

(UFPE) - Universidade Federal de Pernambuco -
Questão 65:
As Reformas Religiosas são parte fundamental do nascimento do Mundo Moderno, ocorrido entre os séculos XV e XVI. De fato, a religião esteve na base da organização sócio-política dos Estados absolutistas. Nesse sentido, é INCORRETO afirmar:
A - A Reforma Protestante iniciou-se a partir da ruptura de Martinho Lutero, monge agostiniano, com a hierarquia da Igreja Romana, apoiado por parte significativa dos príncipes alemães.
B - A Reforma Anglicana está associada à afirmação do absolutismo inglês, mantendo boa parte da liturgia original do catolicismo romano, mas atribuindo à Coroa a chefia da Igreja.
C - A Reforma Calvinista deu origem a duas importantes correntes protestantes conhecidas por puritanismo, na Inglaterra, e huguenote, na França. Ambas perseguidas pelas respectivas monarquias, por não seguirem a religião oficial de seus Estados.
D - A Contrarreforma deu-se em resposta às mudanças ocorridas na sociedade, resultantes da ruptura dos protestantes, tendo-se estruturado a partir do Concílio de Trento (1545) e se apoiado nas monarquias católicas, como a França, a Espanha e Portugal.
E - A Reforma Presbiteriana se deu nos países da Europa do Leste, apoiando-se no absolutismo russo e influenciando o catolicismo no modelo de catequese propagado pela Companhia de Jesus.

(UFSCAR/SP) - Universidade Federal de São Carlos -
Questão 66:
O calvinismo, doutrina constituída no século XVI europeu, foi tributário, em muitos aspectos, do princípios elaborados por Santo Agostinho, sobretudo aquele que reafirma:
A - o automartírio da carne como meio de purificação dos pecados;
B - a necessidade da concessão da graça divina para a salvação dos homens;
C - a superioridade do poder religioso sobre os negócios do Estado;
D - a necessidade de obras meritórias e santas para a salvação das almas;
E - a autoridade da instituição religiosa na absolvição dos pecados humanos.

(CESGRANRIO/RJ) - Fundação CESGRANRIO -
Questão 67:
Os movimentos reformistas religiosos que surgiram na Europa moderna, entre os séculos XV e XVI, variaram em seus fundamentos e práticas diante dos dogmas religiosos instituídos pela Igreja Católica. Marque a opção que relaciona corretamente um desses movimentos reformistas com seu fundamento doutrinário:
A - O calvinismo, em sua concepção moral, valorizou o trabalho e justificou o lucro, formulando uma doutrina que correspondia às necessidades de uma moral burguesa.
B - O luteranismo condenou a doutrina da predestinação e a livre interpretação das escrituras sagradas.
C - O anglicanismo instituiu uma doutrina protestante, cuja hierarquia eclesiástica subordinava o poder temporal dos monarcas à autoridade divina dos Papas.
D - O humanismo defendeu a extinção do Papado como necessária para o desenvolvimento de uma nova religião baseada na tolerância e no respeito às crenças religiosas individuais.
E - O Concílio de Trento promoveu uma reformulação dos dogmas religiosos católicos, disciplinando o clero e restringindo sua autoridade aos assuntos ligados à fé cristã.


GABARITO:
questão 1: D
questão 2: A
questão 3: C
questão 4: B
questão 5: C
questão 6: B
questão 7: A
questão 8: A
questão 9: D
questão 10: C
questão 11: B
questão 12: B
questão 13: A
questão 14: D
questão 15: C
questão 16: C
questão 17: B
questão 18: C
questão 19: B
questão 20: B
questão 21: C
questão 22: D
questão 23: C
questão 24: E
questão 25: B
questão 26: B
questão 27: C
questão 28: E
questão 29: D
questão 30: E
questão 31: C
questão 32: A
questão 33: A
questão 34: A
questão 35: A
questão 36: E
questão 37: E
questão 39: A
questão 40: C
questão 41: A
questão 42: D
questão 43: A
questão 44: E
questão 45: E
questão 46: C
questão 47: D
questão 48: B
questão 49: A
questão 50: E
questão 51: D
questão 52: B
questão 53: D
questão 54: E
questão 55: B
questão 56: C
questão 57: C
questão 58: C
questão 59: A
questão 60: E
questão 61: E
questão 62: B
questão 63: D
questão 64: A
questão 65: E
questão 66: B
questão 67: A


9 comentários:

  1. Excelente material, Profº Gondim.
    Muito obrigado!

    ResponderExcluir
  2. A resposta da questão 3 está errada. A resposta certa é a "C".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Adilson. O gabarito está correto.

      "Havendo Jesus Cristo concedido à Igreja o poder de conceder indulgência, e tendo a Igreja usado essa faculdade que Deus lhe concedeu [...], ensina e ordena o sacrossanto Concílio que o uso das indulgências [...] deve conservar-se pela Igreja."
      Transcrito do enunciado da questão.

      Por que acredita que a resposta certa é a "c"?

      Excluir
    2. Olá, Adilson

      Revisando a questão 3 por sugestão de leitora do blog, percebi que o gabarito da questão está errado como você disse: a resposta certa é mesmo a letra C.

      As indulgências sempre fizeram parte da doutrina católica e tratam do perdão concedido pelos padres aos fiéis.

      Trechos transcrito do enunciado da questão 3 extraído das decisões do Concílio de Trento (1545 a 1563), no contexto da Contrarreforma, sobre as indulgências:

      "Havendo Jesus Cristo concedido à Igreja o poder de conceder indulgência, e tendo a Igreja usado essa faculdade que Deus lhe concedeu [...], ensina e ordena o sacrossanto Concílio que o uso das indulgências [...] deve conservar-se pela Igreja."

      Outros trechos das decisões do Concílio de Trento reforçam a disposição da Igreja de manter as indulgências:

      - "Tendo recebido de Cristo o poder de conferir Indulgências, já nos tempos antiquíssimos usou a Igreja deste poder, que divinamente lhe fora doado (cfr. Mt 16, 19; 18, 18). Por isso ensina e ordena o sacro Concílio que se deve manter na Igreja o uso das Indulgências, aliás muito salutar para o povo cristão, e aprovado pela autoridade dos sacros Concílios, condenando como excomungados os que afirmem serem as indulgências inúteis, bem como os que negarem à Igreja o poder de concedê-las…"

      - "A Igreja ensina e ordena que o uso das indulgências, particularmente salutar ao povo cristão e aprovado pela autoridade dos santos concílios, seja conservado na Igreja, e fere com o anátema aos que afirmam serem inúteis as indulgências e negam à Igreja o poder de as conceder (Decreto sobre as Indulgências). Fiéis à doutrina das Sagradas Escrituras, às tradições apostólicas, … e ao sentimento unânime dos padres, professamos que os sacramentos da nova lei foram todos instituídos por Nosso Senhor Jesus Cristo."


      Mais adiante, voltando ao enunciado da questão, o trecho que fala da proibição da venda de indulgências merece ser destacado:

      "estabelece em geral, pelo presente decreto, que se exterminem de forma absoluta todos os lucros ilícitos que se cobram dos fiéis para que as consigam [as indulgências]"

      Apesar da manutenção das indulgências, nem Lutero acreditava que a venda de indulgências tinha a aprovação da Igreja Católica. Isto pode ser depreendido pela leitura de alguns trechos das 95 Teses:

      "50. Deve-se ensinar aos cristãos que, se o papa soubesse das exações dos pregadores de indulgências, preferiria reduzir a cinzas a Basílica de S. Pedro a edificá-la com a pele, a carne e os ossos de suas ovelhas."

      "51. Deve-se ensinar aos cristãos que o papa estaria disposto – como é seu dever – a dar do seu dinheiro àqueles muitos de quem alguns pregadores de indulgências extorquem ardilosamente o dinheiro, mesmo que para isto fosse necessário vender a Basílica de S. Pedro."

      "53. São inimigos de Cristo e do Papa aqueles que, por causa da pregação de indulgências, fazem calar por inteiro a palavra de Deus nas demais igrejas."

      "91. Se, portanto, as indulgências fossem pregadas em conformidade com o espírito e a opinião do papa, todas essas objeções poderiam ser facilmente respondidas e nem mesmo teriam surgido."

      É isso.

      Lamento pelo erro. Obrigado pela cooperação. Gabarito atualizado.

      Excluir
  3. O gabarito da questão 16 está correto? Acredito que seja a alternativa A e não a C.

    A questão pede que se marque a alternativa incorreta. A letra A diz o seguinte:

    "A - A centralização política do Estado Moderno derivou da parceria entre reis e burguesia, tendo nos países ibéricos seus precursores."

    A formação do Estado Moderno ocorreu a partir da parceria entre Igreja e rei, em que os monarcas tinham poder absoluto e a burguesia era desfavorecida. Além disso, a centralização do poder ocorreu pioneiramente na França e na Inglaterra, em que houve o absolutismo.

    Se eu estiver errada, podem me explicar pq é a C?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Andrielly

      O gabarito marca a afirmativa C como incorreta porque a ética protestante nunca atacaria a usura (cobrança de juros) pois considera que o capital está a serviço do homem para torná-lo própero; Calvino apontava que a riqueza de um homem era a medida do amor de Deus por ele e a garantia de sua salvação.

      A afirmativa A é correta, pois a burguesia foi a classe que financiou o novo estado nacional, que necessitava de um exército permanente para proteger as suas fronteiras. Além disso, a segurança proporcionada por esse exército garantiria para a burguesia mercantil a proteção de seu mercado.

      A letra A também afirma que os países ibéricos foram os precursores na formação do estado nacional. Esta afirmação é correta porque Portugal consegue de forma pioneira estabelecer seu estado nacional em 1385 (Revolução de Avis); em 1492, é a vez da Espanha se libertar do jugo árabe na Guerra de Reconquista e criar o seu estado nacional pela uinião dos reinos de Aragão e Castela.

      Em relação à França, só em 1453, após a Guerra dos Cem Anos, que o rei Carlos VII consegue consolidar o estado nacional francês. Da mesma forma, após esse conflito, a Inglaterra viu Henrique VII ascender ao poder, inaugurando os regimes absolutistas na Inglaterra.

      Excluir
  4. Boa noite professor. Primeiramente parabenizá-lo pelo seu blog. Gostaria de fazer uma consideração sobre o parágrafo sobre o luteranismo. Os camponeses protestantes que tiveram sua revolta massacrada foram os chamados anabatistas e estes eram liderados por Thomas Mumsen. Lutero, assim como a classe dominante do periodo, era contrário aos pensamentos anabatistas porque eram ideias que colocavam em "xeque" o mundo dos principes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Helena.

      Muito obrigado pelas palavras e pela informação acrescentada.

      Excluir
  5. Olá Professor, Tá faltando a resposta da questão 38 no gabarito do senhor. da 37 pula para a 39

    ResponderExcluir